1º país obriga salário igual para homens e mulheres

A Islândia é o 1º país a tornar ilegal pagar salário menor para mulheres. Agora homens e mulheres com a mesma função terão salários idênticos.

Órgãos governamentais e empresas do setor privado passam a ser obrigados a acabar com a desigualdade salarial.

A lei entrou em vigor esta semana e vale para qualquer empresa com mais de 25 funcionários.

Quem não tiver a certificação vai levar multa.

A ilha nórdica pretende erradicar as disparidades salariais entre homens e mulheres até 2022.

Direitos iguais

Ao anunciar a medida em março de 2017, o ministro da Igualdade e Assuntos Sociais da Islândia, Thorsteinn Viglundsson, defendeu que “direitos iguais são direitos humanos”.

“Precisamos garantir que homens e mulheres desfrutem da igualdade de oportunidades no local de trabalho. É nossa responsabilidade tomar todas as medidas para conseguir isso”, afirmou na ocasião.

A medida recebeu apoio de todos os partidos políticos.

Na Islândia quase metade do Congresso é formado por mulheres.

O país é líder no empoderamento político feminino e na luta constante pela igualdade salarial.

O país aparece no topo da lista dos países com a maior igualdade de gênero no mundo.

Em 2017, pela nona vez, o país ocupou o primeiro lugar no Índice Global Gender Gap do Fórum Econômico Mundial, que classifica 144 nações com base em quão perto estão de alcançar a igualdade de gênero.

Segundo o último relatório, a Islândia já havia fechado 87% das lacunas de diferença de gênero.

Aprende Brasil

A mulher brasileira também merece ser tratada com igualdade.

Ótima ideia para você mandar para o seu deputado criar uma lei parecida no Brasil, não acha?

O SóNotíciaBoa apoia essa ideia!

Com informações da Época e SNB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *